sábado, 27 de fevereiro de 2010

Exoneração do padre

1915
27 de Fevereiro – De acordo com uma carta do bispo de Coimbra, é exonerado nesta data o padre Marcelino Henriques dos Santos, que vinha paroquiando a freguesia de Cadafaz desde Janeiro de 1907. Vai ser substituído pelo padre do Colmeal.

- Ramos, João Barreto Nogueira, «A República Parlamentar 1910-1926 (No novo regime)» in O Concelho de Góis, Ensaio de Reconstituição da sua História, (do Século XII ao Século XXI), Cronologia do Poder e da Sociedade, Movimento Cidadãos por Góis, Outubro de 2009, p.183

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Os lagares da Cabreira e da Candosa

1876
26 de Fevereiro – O povo da freguesia de Cadafaz passou uma procuração a José Francisco Ribeiro Martins, da Sandinha, dando-lhe poderes para adquirir os lagares da Cabreira e da Candosa. Estes lagares tinham sido anteriormente vendidos em hasta pública e agora o povo voltou a quotizar-se para resgatar a propriedade.

- Ramos, João Barreto Nogueira, «O Liberalismo 1832-1910 (No novo regime)» in O Concelho de Góis, Ensaio de Reconstituição da sua História, (do Século XII ao Século XXI), Cronologia do Poder e da Sociedade, Movimento Cidadãos por Góis, Outubro de 2009, p.159

Foto do lagar e Rio Ceira na Ponte Velha - Cabreira, Agosto 2009

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Outros Olhares III

Mais uns olhares que recebi:

Foto de M.A.

Foto de M.A.

Foto de M.A.

Foto de Armindo Neves

Foto de Armindo Neves

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Falecimento por A.Silva

Aníbal Martins Neves
Faleceu, no dia 3 de Fevereiro, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, o Sr. Aníbal Martins Neves, com 86 anos.
Era natural de Cadafaz, casado com D. Cecília Jesus A. Martins Neves, pai de Luciano A. Martins Neves e de Deolinda Alves Martins e avô de: Sérgio e Vera.
Era uma pessoa muito estimada e comunicativa, que fez parte de uma notável geração de Cadafazenses, dos quais já poucos se encontram entre nós.
O seu funeral, com bastante acompanhamento, realizou-se para o cemitério de Cadafaz.
Resta-nos expressar as nossas sentidas condolências à esposa, filhos, nora, genro, netos e todos os restantes familiares e amigos.
in O Varzeense de 15 de Fevereiro de 2010

Folhas Soltas de Cadafaz por A. Silva

Lar da Freguesia do Cadafaz – Ficção ou Realidade.
Se ficção, já são episódios demasiados repetidos, visto que já duram há cerca de 13 anos publicados em artigos, discursos, promessas e algumas verbas certamente despendidas. Quanto à realidade ela não existe, e continuamos na ilusão da esperança.
Em 1997 num almoço na Escola antiga de Cadafaz foi anunciado um Lar em Cadafaz com capacidade para 10 residentes cujo local seria a última Escola Primária já desactivada, desse projecto constavam seis Entidades altamente credíveis e que seria o 1º Projecto a beneficiar da LEADER II.
Em 1999 elementos que na altura faziam parte dos Compartes, anunciavam o apoio aos Lares da freguesia e à construção do Lar de Nª SRª das Neves na sede de freguesia.
Nestes intervalos foi funcionando um Centro de Dia pela Cáritas na Casa Paroquial pós obras de recuperação, cujo Centro se encontra hoje semi-desactivado, sendo actualmente o serviço servido pelo Centro de Dia Padre Anselmo da freguesia do Colmeal.
Anos depois começaram obras de interiores e apetrechamento mobiliário na Escola, e em Novembro de 2005 foi anunciado um almoço de angariação de fundos e parece que a inauguração do Lar ou Extensão. No entanto, até hoje e após a tal inauguração ilusionista nada funcionou.
Pensamos: - Afinal qual será a função ou aproveitamento de tal espaço?
Não posso deixar de louvar a boa vontade e o exaustivo esforço dos elementos que trabalharam para a sua concretização mas, qualquer coisa falhou e acabamos com mais uma das obras feitas para nada servir, aliás temos mais.
No entanto, os episódios continuaram e um mês depois, em Dezembro de 2005, surgia grande noticia na imprensa regional sobre: “O Lar da Freguesia do Cadafaz na Cabreira vai ser uma realidade”, anunciando nomes de uma Comissão Pro-Lar etc.
Mais uma vez acreditámos, porque a freguesia é um todo e não só esta ou aquela povoação (pelo menos era assim) e, seja ele feito onde quiserem, até na Relvas, uma localização panorâmica belíssima e espaço, dando até vida àquelas ruínas.
Porém as versões têm continuado cada vez mais variadas, surgido de vez em quando na ribalta, o Lar da freguesia da Cabreira e em 2009 uma possível Residencial.
Perante toda esta história triste, algo nos assalta o pensamento e nos leva a reflectir: Se todos os recursos monetários obtidos na margem esquerda do Rio Ceira desde alguns anos (pelo menos) não será ainda suficiente para a concretização de uma obra que perdura, ou seja o Lar da freguesia ou residencial?
E aqui não posso deixar de expressar o meu respeito por todos aqueles que já partiram, levando consigo a esperança que sempre tiveram ao acreditar nas pessoas e nas instituições que têm, passado todos estes anos apregoar aos quatro ventos promessas e certezas, enfim tudo o que é possível dizer, quando não se tem a certeza de nada.
Cadafaz, Janeiro de 2010
in O Varzeense, de 15 de Fevereiro de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Alminhas de Augusto Fragoso

Estas alminhas, são as segundas que encontramos ao chegar ao Cadafaz:




Almas conhecidas como de Augusto Fragoso, por terem sido construídas a seu mando, em memória de seus tios.
Luciano Nunes dos Reis
in O Varzeense, de 15 de Maio de 2007

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Coordenação de Góis do Projecto 'Limpar Portugal' realiza festa convívio

A Coordenação de Góis do Projecto “Limpar Portugal”, no âmbito deste projecto, no próximo domingo, dia 21 de Fevereiro, vai realizar uma festa convívio em Góis, na Associação Educativa e Recreativa de Góis, pelas 15 horas.
O encontro, que contará com todos os colaboradores e amigos desta causa, tem a finalidade de divulgar o projecto e obter o apoio de maior número de voluntários. Para animar o encontro, algumas instituições e grupos culturais irão proporcionar bons momentos de animação:
- Rancho Folclórico da Freguesia do Cadafaz
- Grupo de Concertinas da Escola de Concertinas de Góis
- Grupo de Judo de Góis – Demonstração de técnicas
- Grupo 74 - Escoteiros de Góis
- Grupo de Musicas e Cantares da Várzea
- Grupo de Violas e Cantares de Vila Nova do Ceira
- Filarmónica da Associação Educativa e Recreativa de Góis
Importa ainda referir que, o Projecto “Limpar Portugal” consiste em limpar a “floresta portuguesa num só dia”. Neste momento já muitas pessoas acreditam que é possível, mas são necessárias muitas mais.
O objectivo é juntar o maior número de voluntários e parceiros, para que todos juntos possamos, no dia 20 de Março de 2010, fazer algo de essencial por nós, por Portugal, pelo planeta, e pelo futuro dos nossos filhos, limpando a floresta portuguesa.
“Limpar Portugal? Nós vamos fazê-lo! E tu? Vais ficar em casa?'
in http://www.rcarganil.com de 19 de Fevereiro de 2010

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Ensaio do rancho folclórico

No fim-de-semana passado fui espreitar o ensaio do rancho, gravei um vídeo sobre a entrada do rancho para uma actuação.
video

Amanhã à tarde, o rancho, juntamente com outras entidades do concelho, vai estar em Góis para um encontro inserido no programa LIMPAR PORTUGAL, ao qual o Rancho aderiu.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O prospecto de hoje refere-se à festa do ano de 1983, que se realizou em Junho pelo Santo António.

Prospecto de Mário Neves. Clique no prospecto para ampliar

Também junto, uma foto tirada nesse dia, no Cadafaz, do Rancho de Cortecega que actuou no dia 12.

Foto de 12 de Junho de 1983

O Filipe, meu marido, é o rapaz que está com a bandeira.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Neve na Serra da Mata

Como este fim-de-semana foi prolongado, aproveitamos para ir uma vez mais ao Cadafaz passar uns dias. Esteve bastante frio, Sábado e Domingo estiveram secos, enquanto que Segunda-feira e hoje foram molhados. Ontem, ao acordar verificamos que estava a nevar. A neve caiu toda a manhã, umas vezes com mais intensidade, outras vezes com menos força. Por ter chovido durante a noite a neve não chegou a fixar-se.
A Serra da Mata, essa sim, estava toda branquinha, como vão poder ver nas fotos mais abaixo, tiradas pelo meu marido.
A primeira foto, é da neve que caía no Cadafaz às 9 horas da manhã de Segunda-feira. As outras são da Serra da Mata.
















O Carnaval dos anos 40/50

O desafio.
Pelo Carnaval, os rapazes, juntavam-se na Boiça para desafiarem os da Sandinha. O desafio consistia num despique em dizer versos a cantar, através de um grande funil, para eles. Os rapazes da Sandinha, respondiam também da mesmam maneira com outros versos. Aproveitavam a oportunidade para gozarem com certas situações que aconteciam no dia-a-dia. Também faziam o mesmo às pessoas que estavam em casa.

O Velho do Entrudo.
Formavam-se 2 grupos de rapazes, um do Cadafaz e outro do Carvalhal, no dia de Carnaval e faziam um espantalho de palha e roupa, ao qual chamavam o Velho.
A brincadeira consistia em deixar o “Velho” na aldeia do outro grupo, um rapaz de um dos bandos tinha de se infiltrar no outro sem que dessem conta. Se era apanhado, o Velho continuava no mesmo grupo até conseguirem colocá-lo no outro lado. Tudo isto entre o Cadafaz e Carvalhal e vice-versa, até à meia-noite, ninguém queria ter o Velho do Entrudo nessa altura. Chegadas as 12 badaladas o Velho era queimado no local onde se encontravam.

Agradeço a informação dada pelas Srªs D. Arminda Jorge e D. Isilda Martins.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Fotos de um Carnaval dos anos 70

As 2 fotos de hoje, foram tiradas num Carnaval dos anos 70, com a malta nova desse tempo.
Clique nas fotos para ampliar.

Foto de Cila Nunes

Em pé da esquerda para a direita: Elvira Antunes, Deolinda Martins, Olinda Tomás, Conceição Gomes, Clarinda Almeida, Isilda Henriques,   ?   , e Albano Henriques.
Sentadas da esquerda para a direita: Maria Alice Alves, Cila Nunes, Manuela Martins (Nelita), Isabel Gaspar, Francelina Neves, Deolinda Neves e ?

Se repararem bem dentro do lavadouro também havia pelo menos 3 pessoas, das quais só vêm as mãos.


Foto de Cila Nunes

Da esquerda para a direita: Olinda Tomás, Manuela Martins, Francelina Neves e Clarinda Gaspar

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Outros Olhares II

Estes olhares são da Sandra Isidoro:






Fotos de Sandra Isidoro

Um beijo grande neste teu dia.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Foto do acampamento de 1974

Coloco hoje, uma foto do acampamento na Boiça.

Foto de Cila Nunes

Em pé, da esquerda para a direita: Leonel Henriques (Filipe), Carlos Gaspar, Leonel “Xabregas”, Carlos Martins, Mário Fragoso, António (filho da Ti Benvinda).
Sentados da esquerda para a direita: Armindo Alves, Vitor (primo da Mª Alice Alves) e Hélder Gaspar.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

União Recreativa do Cadafaz -1976 – 1978

Natural portanto que venha a ser o Engº Armindo Simões Nunes eleito para a presidência, dados os seus antecedentes associativos e o facto da sua qualidade de técnico dar garantias de um competente acompanhamento das obras de Beneficiação de Arruamento de Cadafaz.
O processo veio a conhecer a sua fase derradeira como início dos trabalhos a decorrer em simultâneo com a renovação da Rede de Abastecimento de Água à povoação.
As realizações de carácter tradicional, piquenique e almoço são mantidos, mas o entusiasmo dos cadafazenses vai arrefecendo, assistindo-se a um decréscimo de participação, a Secção Juvenil vê integrados nos Corpos Gerentes os seus elementos mais activos e perde capacidade de iniciativa, a Comissão de Dinamização Recreativa e Desportiva em Cadafaz que havia tido um bom conjunto de iniciativas, nomeadamente a construção de um Campo de Jogos, desagrega-se, a intensa vida profissional do presidente da direcção faz com que a actividade fique centrada nas obras dos arruamentos.

União Recreativa do Cadafaz, 25 anos da União Recreativa do Cadafaz 1962-1987, Lisboa, 1987

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Fotos de uma excursão ao Cadafaz

As fotos de hoje, são de uma excursão de Lisboa ao Cadafaz, em Abril de 1974.

Foto de Virgílio Lopes

Da esquerda para a direita: Carlos Martins, Carlos Gaspar, Maria Amélia Lopes e Armindo Alves.

 Foto de Virgílio Lopes

Da esquerda para a direita: Fernando Ferreira (meu tio), Amílcar, Leonel “Xabregas”, Carlos Martins, Maria Amélia Lopes, ? (rapaz com a garrafa), Armindo Alves, Mário Fragoso, Mila Vidal e Carlos Gaspar.
Agachado e criança: Motorista e Filomena Vidal.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Olhares XVI

Olhares de Inverno:

Os castanheiros

Queda de água nos Portas Bestas

Os Portos

Pinheiro tombado


Oliveira arrancada

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Construção do novo cemitério

1885
Fevereiro – Deliberada a construção do novo cemitério do Cadafaz, diante das Almas da Caridade, preterindo-se ao local junto ao Largo de Santo António, cujas obras já tinham sido iniciadas.

- Ramos, João Barreto Nogueira, «O Liberalismo 1832-1910 (No novo regime)» in O Concelho de Góis, Ensaio de Reconstituição da sua História, (do Século XII ao Século XXI), Cronologia do Poder e da Sociedade, Movimento Cidadãos por Góis, Outubro de 2009, p.162

  Foto do exterior do cemitério

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Fevereiro

Eu sou o Fevereiro,
Mês dos temporais,
Descubro as casas,
Esborralho os portais.

Alguns provérbios de Fevereiro:

Fevereiro quente, traz o diabo no ventre.
Fevereiro engana as velhas ao soalheiro.
Fevereiro quente não vejas tu nem o teu parente.
Rindo Se vai Fevereiro, porque jejuam no seu dia primeiro.
Quem andar a gosto, não sai de casa em Fevereiro.
Se a Candelária (dia 2) chora, está o Inverno fora; se a Candelária Ri, está o Inverno para vir.
Fevereiro enxuto rói mais pão do que quantos ratos há no mundo.
Quando não chove em Fevereiro, não há bom prado nem bom centeio.
Para parte de Fevereiro guarda lenha no quinteiro.