sábado, 25 de março de 2017

Mudança de hora



Esta noite, vamos entrar na Hora de Verão, que se vai manter até dia 28 de outubro de 2017, por isso, não se esqueça de adiantar à 1 hora, o seu relógio em 60 minutos.

sábado, 18 de março de 2017

Texto publicado no Varzeense


Aqui fica o texto:

Notícias do Cadafaz

Falecimento
No dia 4 de fevereiro, faleceu a Srª Isilda Augusta Martins, o funeral realizou-se no Cadafaz no dia 5. A D. Isilda era viúva do Sr. Manuel António Martins e mãe do Sr. Engº Carlos Martins.
À família enlutada os meus sentidos pêsames.

Visita do Bispo de Coimbra ao Cadafaz
Nos dias 16, 17, 18 e 19 de fevereiro decorreu a visita pastoral ao Concelho de Góis do Bispo de Coimbra, D. Virgílio do Nascimento Antunes.
D. Virgílio Nascimento foi recebido no dia 18, no Largo de Santo António, em Cadafaz, por um grupo de pessoas e a seguir celebrou uma missa na Igreja Paroquial. No final houve um pequeno lanche com todas as pessoas presentes.

Rede telemóvel
Desde o passado mês de fevereiro, que a rede móvel da operadora NOS tem tido excelentes condições de cobertura em Cadafaz.
A antena foi colocada no Rabadão e o sinal abrange uma grande área no qual está incluído o Cadafaz. Antigamente, só conseguíamos apanhar sinal de qualquer operadora perto de Cortecega, agora entre essa aldeia e o Cadafaz há sempre rede móvel, mas só da NOS.

Reparação da calçada junto ao café Ponto de Encontro
A pedido da União Recreativa do Cadafaz, a calçada em frente ao café “Ponto de Encontro” foi reparada pela Câmara Municipal de Góis. Lembre-se que o piso encontrava-se muito irregular e que, após a intervenção o piso ficou muito melhor, fazendo recordar as calçadas antigamente.



terça-feira, 7 de março de 2017

Calçada em frente ao café Ponto de encontro

A pedido da União Recreativa do Cadafaz, a calçada á frente do café foi consertada pela Câmara Municipal de Góis já que o piso era muito irregular. O piso ficou muito melhor e a fazer recordar as calçadas de antigamente.



segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Carnaval de 1982

O texto de hoje foi publicado num jornal regional a 4 de março de 1982 e fala dos festejos do Carnaval por um grupo de foliões do Cadafaz.
Aqui fica o texto para recordar esse Carnaval de 1982:

CADAFAZ
O CARNAVAL, AFINAL, AINDA NÃO MORREU…
Pois é. Os cadafazenses resolveram continuar a manter a tradição de brincarem no Carnaval, recusando-se a admitir sequer que o Rei Momo e a sua corte se tenham mudado para outras paragens. A desmentir o tempo, muito instável, com períodos de chuva, frio e até com boas abertas com temperatura amena, no Cadafaz brincou-se talvez de uma maneira singela, é certo, mas, por isso mesmo, com genuína alegria e cordealidade.
No sábado, depois de inauguradas as cerimónias de abertura dos festejos, resolveu-se ir à vizinha povoação da Cabreira levar num vaso nocturno uma certa mistela não odorosa mas doce; e, assim, três viaturas automóveis compostas pelos seguintes foliões: Manuel Pina, Miquita, Paula, Rui, Cristina, Fátima, Zé Sacristão, Paulo e Cila, no primeiro. Depois, no segundo : Baptista, Arminda, Tozé, Tiolinda, Tizé, Hipólito, Tio Albano, Maria Odeie e Valdemar. Finalmente, no terceiro: Zé Bigodes, Maria Alice, Senhor Guilherme, Alvarito, Dina e Célia.         
Chegados á Cabreira, antes de se dar uma volta pelo povoado, deu-se a tal mistela, que foi muito apreciada por todos os cabreirenses, chegando ao ponto de alguns pedirem «bis».
Rumou-se depois para Góis, aonde havia um baile na Associação, e ai o sucesso foi grande, a tal ponto de considerarem a caravana cadafasense como uma representação impar (de tal maneira, que uma senhora que estava no baile, exclamou muito furiosa: isto é só droga... Verdade, verdadinha, que a «droga» era outra... com sabor a morangueiro !!!
De regresso ao Cadafaz, chegados ao Largo de Santo António, foi o espanto geral, pois a entrada da povoação estava bloqueada com uma bem organizada barricada de troncos, portas velhas, bancos, carro do sr. Guilherme, silvas, etc. Autores desta inédita partida: André, Armindo do Fundo, Zé António, Amigo do Braçal, Casimiro, Albertino, Manuel Filipe, Leonel, Jorge do Fundo, etc., com uma bandeira no topo e um dístico que dizia; «Foliões, vão dar a volta pelos Caratões...».
No domingo, no salão de convívio, foi desfile de máscaras: com inúmeras de bom gosto e originalidade. Mas o primeiro prémio seria entregue a um «sargento Nunes», na verdade bem apanhado, com uma múmia erótica, um fadista que depois se transformou numa hortelã, etc., havendo até uma nota bem de assinalar: o Jorge do Fundo a dançar com a sua sogra, ambos mascarados a rigor. E depois do tio Manuel Filipe dançar com o Jarreta, ainda houve fogo de artificio na Eira, e o pipo do Brás Neves entupido com uma palhinha.    
Na segunda-feira, o clou da festa foi o Zé Bigodes, com a sua borracha de vinho doce para quem quisesse, e o ensaio do futuro Rancho do Cadafaz em sua casa.
Comparar o Carnaval do Cadafaz com o de Ovar ou de Loulé, é intuito que não temos.
Mas alegria singela e portanto genuína, isso houve no Cadafaz; e brincar sem prejudicar nem agredir parece-nos que o objectivo foi totalmente atingido; No último Carnaval reviveu-se e confraternizou-se numa grande família como são todos; os cadafazenses...
Trombudo de Serviço.

in  Jornal regional desconhecido a 04-03-1982




domingo, 19 de fevereiro de 2017

A rede móvel já chegou ao Cadafaz!

Imagem retirada da Internet

Hoje, a Cila Nunes informou-me que a rede móvel da operadora NOS já está a chegar ao Cadafaz em excelentes condições. Este fim-de-semana recebeu uma chamada em casa dela e não teve nenhum problema com a ligação.
Isto é uma notícia muito boa! O Cadafaz já não fica tão isolado!
A antena foi colocada no Rabadão e o sinal abrange uma área no qual está incluído o Cadafaz.
Se pretende ir ao Cadafaz e estar sempre contactável pelo telemóvel tem de ser cliente da operadora NOS.

Visita do Bispo de Coimbra ao Cadafaz

Nos dias 16, 17, 18 e 19 de fevereiro decorreu a visita pastoral ao Concelho de Góis do Bispo de Coimbra D. Virgílio do Nascimento Antunes.
D. Virgílio Nascimento foi recebido ontem á tarde, dia 18, no Largo de Santo António no Cadafaz, por um grupo de pessoas e a seguir celebrou uma missa na Igreja Paroquial. No final houve um pequeno lanche com as pessoas presentes.

Aqui ficam as fotos desse dia, tiradas pelo Fernando Roosevelt:

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt
 
Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

Foto de Fernando Roosevelt

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Atuação do Rancho na Sandinha

As duas fotos foram tiradas na Sandinha, pela altura da festa no mês Agosto, numa atuação do Rancho Folclórico do Cadafaz no final dos anos 80 ou início dos 90.





sábado, 4 de fevereiro de 2017

Falecimento


Faleceu, a Srª Isilda Augusta Martins
A D. Isilda era viúva do Sr. Manuel António Martins e mãe do Sr. Engº Carlos Martins.
O funeral realiza-se amanhã, dia 5, às 16h30 horas, no Cadafaz e seguirá para o cemitério local. 
À família enlutada os meus sentidos pêsames.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Texto publicado no Varzeense



Aqui fica o texto:

Notícias do Cadafaz

Preparativos para o Bodo
Na tarde do passado sábado, dia 21, foram escolhidas as castanhas na Casa do Bodo, para isso juntaram-se meia dúzia de pessoas, na Casa do Bodo, para ajudarem os mordomos.
No fim do dia, as castanhas foram cozidas pelo José António Gomes, á porta do café. Com a água do caldo das castanhas foi feita uma sopa com couve e carne, organizada pelo Sr. Virgílio Lopes. Enquanto se fazia a sopa também houve chouriços assados e entremeada assada trazidos pelo António Nunes e Filipe Santa Cruz. A sobremesa foi feita pela Ana Paula Martins.
Foi mais um motivo para haver um excelente jantar convívio, que terminou já bem tarde.

Bodo 2017
No domingo, dia 22, realizou se o Bodo em honra do Mártir São Sebastião. As 11 horas, foram benzidas as castanhas, 1700 pães e o vinho e logo de seguida foi a celebração da palavra. No final, decorreu a procissão com o andor do Mártir São Sebastião que foi levado por alguns dos mordomos deste ano.
Pouco depois, deu se início a distribuição das castanhas, do vinho e do pão às pessoas presentes, que apesar do frio que se fazia sentir não quiseram faltar a esta festa, que se celebra desde há muitos anos, mas que infelizmente de ano para ano tem vindo cada vez menos pessoas ao Bodo.
É pena que não houve celebração de missa e principalmente que a bênção do Bodo não tenha sido feita por um padre, já que é uma festa muito religiosa, mas pode ser que a nova comissão da Fábrica da Igreja do Cadafaz consiga que o sr. Padre venha mais vezes celebrar missa ao Cadafaz.
Para o ano o Juiz é o José António Gomes e os mordomos para o Cadafaz são: Américo Antunes e Márcio Neves. 

Convívio do Bodo
No final da entrega do Bodo, o juiz Américo Antunes, também realizou o lanche convívio que nos últimos anos se tem vindo a fazer. Houve sardinhas assadas, que estavam muito boas, e entremeada grelhada. O convívio decorreu até ao final da tarde. Depois, um grupo dirigiu-se ao café para comer a sopa que tinha sobrado da véspera.


União Recreativa do Cadafaz
A União está a realizar umas obras de beneficiação no Abrigo Escola (antiga escola primária) que servirá para dar utilidade às instalações.